1 de abril de 2015

A pele agradece

A pele do nosso corpo também merece atenção. Se forem como eu, pessoa de pele extremamente seca, provavelmente também passam vida a besuntar o corpo com tudo e mais alguma coisa, na busca insana de uma maior sensação de conforto. Por isso confesso que não sou fiel a nenhuma marca e, muito menos a um único produto específico. Bem, pensando melhor, talvez o Creme Gordo seja o único que vai prevalecendo ao longo dos anos como o salvador em situações SOS.


SHARE:

31 de março de 2015

Destralhar (again)


Acredito que, de tempos em tempos, todas as casas precisem de um bom destralhe. Todos os dias vamos acumulando um pouquinho de tudo sem nos apercebermos muito bem. Tenho por hábito fazer isso cá em casa com alguma frequência. O facto de a casa ser bastante pequena ajuda a que não se possa acumular muita coisa, sob pena de deixarmos de ter espaço para viver. Ok, se calhar estou a exagerar um bocadinho. Mas de uma forma muito geral as inutilidades mexem comigo, (não só em relação à casa, mas isso seria outra história) e ver-me rodeada de coisas que não uso acaba por me desalinhar os chakras

SHARE:

30 de março de 2015

As Compras do Fim de Semana


Como comentei na página de facebook, no sábado, depois de atender uma cliente, passei pelo Mar Shopping (única e somente porque ficava mais ou menos a caminho, claro). Haja shopping do demo para uma pessoa se desgraçar. Tem quase todas as lojas que gosto com a vantagem de ainda ter o Ikea ao lado. Dirigi-me de imediato à Kiko porque procurava um produto muito específico. Mas depois... depois já se conhece a história. Uma novidade para espreitar, uma promoção para aproveitar e acabei a sair de lá com dois batons, um lápis e uma sombra, sendo que nenhum destes itens era aquele que eu precisava mesmo. Quando entrei na Sephora jurei pela minha alma que só ia pegar no produto que tinha mesmo que comprar e sair de lá a correr. Assim foi.

SHARE:

29 de março de 2015

Movies | Fifty Shades Of Grey

Finalmente chegou o dia. Foi neste sábado à noite que vi o tão falado filme Fifty Shades Of Grey. Antes de começar a dissertar sobre o que achei do filme, convém contextualizar a minha relação com este fenómeno que são as Cinquenta Sombras de Grey. Quando saiu o primeiro livro em Portugal, não se falava de outra coisa e, apesar de não ser muito dada a este género de literatura, a minha veia de experimentadora nata falou mais alto, e tive mesmo que comprar e ler o livro da discórdia. Tudo com fins meramente sociológicos, claro.


Quando me atirei ao primeiro livro, não sabia muito bem ao que ia. Sabia que se tratava de "literatura erótica para mulheres" aquilo que se dizia na altura, e pouco mais. As primeiras páginas foram mais ou menos tranquilas. Chegada ali àquela parte do contrato com toda a sua descrição pormenorizada e comecei a soltar os primeiros insultos à autora. Parei de ler e chorei os meus... 15€? Já não me recordo do preço. Mas sem dúvida, não tinha perfil nem estômago para ler aquele género de coisas. Uma verdadeira violência contra a liberdade sexual feminina, tão arduamente conquistada. Na noite seguinte o livro continuava ali, a olhar para mim. E eu continuava com a curiosidade de perceber porque estava a apaixonar tanta gente.  Resolvi então dar-lhe uma segunda oportunidade. Engoli em seco todas as linhas que falavam do contrato sadomasoquista em causa e prossegui.

SHARE:

26 de março de 2015

Esta coisa da vida saudável (3)

Este post em particular bem que podia ter outro nome. Assim de repente ocorre-me "Como ir falência em menos de um mês" ou então "Ser saudável é muito bonito mas sai caro". Eu não seria eu se não viesse aqui queixar-me do preço das coisas, verdade? 


SHARE:

25 de março de 2015

Ajuda às leitoras #4

Decidi retomar este género de posts porque muitas são as vezes em que recebo dúvidas para as quais não tenho conhecimentos para responder, e vocês, como sempre, ajudam. :-) Também acontece de as dúvidas de umas serem as mesmas de outras leitoras, e assim partilhamos todos a informação. Resumindo, toda a gente ganha.


Estes dias recebi a seguinte mensagem:

"Boa noite, Raquel 
Será que me podes dizer qual o creme de rosto que utilizas? Lembro-me de falares há algum tempo sobre um do Boticário mas não sei se ainda é o mesmo...Estou à procura de um creme de dia e gosto de ler os teus conselhos 
Obrigada!"

SHARE:
© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig