11 de setembro de 2012

As experiências de vida*

Outro dia ouvia alguém do sexo masculino referir-se a uma rapariga da seguinte forma: "Ela é simpática e deve ser uma pessoa muito interessante porque tem uma profissão muito gira e viveu fora do país uns anos". De imediato pensei: Mas as pessoas são interessantes por causa daquilo que fazem ou porque conhecem meio mundo?? Não será uma visão muito preconceituosa?? No mesmo momento lembrei-me de uma reportagem que passou há dias na Sic, sobre as pessoas que vivem em meios muito pequenos e que por isso têm uma relação muito próxima com a rádio local. Alguém viu? Sabem do que falo? Então... Lembro-me do testemunho de uma pastora, que não deveria ter escolaridade quase nenhuma, que passa o dia sozinha no meio do monte e que no entanto só dizia coisas acertadas acerca da vida. A sabedoria que essa simples pastora demonstrou, era muito mais interessante e valiosa que muitas estadias no estrangeiro. Por vezes, as pessoas mais interessantes, estão onde menos se espera.

*Repost. Porque há coisas que fazem cada vez mais sentido.
SHARE:

14 comentários

  1. essa visão não só é preconceituosa como estúpida. concordo plenamente com o que disseste :) muitas vezes, as pessoas que parecem menos interessantes, são as que mais sabem sobre a vida..

    ResponderEliminar
  2. Vou puxar a brasa a minha sardinha ...
    Quando ele disse que era interessante porque tinha vivido no estrangeiro possivelmente estava a referir-se ao facto de quando vivemos noutro pais temos contacto com outra cultura, logo acabamos por conhecer realidades diferentes.
    Obviamente que isso nao tem nada a ver com dizer coisas acertadas ou nao, ha muita gente que vive em cidades, tem cursos e so diz disparates. Olha as vezes sou assim mas a verdade e que conheco a realidade portuguesa e holandesa.

    ResponderEliminar
  3. A visão a essa rapariga é realmente muito estúpida!
    Ah! Eu vi essa reportagem, estava excelente.

    ResponderEliminar
  4. Sim, sim. Vi e fiquei precisamente com a mesma sensação. Melhor ainda! Pensei: «Mas porque é que eu não sou assim?»
    Fenomenal. Àquilo chamo inteligência emocional e pelos vistos não é preciso viver "on the top of the world" para se ter uma grande formação humana.

    ResponderEliminar
  5. Eu entendo isso como um comentário. Não quer dizer o que o tal rapaz analise assim todas as pessoas. Apenas disse que talvez alguém fosse interessante por ter um emprego giro e por ter tido possibilidade de conhecer modos de vida e adquirir cultura que sem viajar dificilmente se consegue. Não quer dizer que isso sejam requisitos para se ser interessante ou não.

    ResponderEliminar
  6. tens toda a razão, há pessoas interessantes que não vestem bem, n viajam mas são interessantes na mesma. Tb há muito boa gente que viaja, tira uma foto ao pé do Arco do Triunfo, outra no Coliseu de Roma e dp mostra aos amigos e nem sequer sabe nada sobre as cidades onde esteve e há quem lá nunca tenha ido e que sabe muito mais...

    ResponderEliminar
  7. Concordo plenamente com o que disseste, mas com uma pequena núance. As empresas hoje em dia dão muito valor a quem faz erasmus, porque demonstra espírito de inicitava, responsabilidade, curiosidade e pode implicar a aprendizagem de uma língua estrangeira em um curto espaço de tempo. Bjs

    ResponderEliminar
  8. Claro que se aprende muito com o contacto com outras culturas, mas também se aprende muito com o que está à nossa volta, só precisamos estar atentos. às vezes andamos a sonhar tanto com coisas distantes e exóticas e não reparamos, nem valorizamos a nossa "vidinha". E é isso que a pastora faz, está em sintonia com o mundo, e tem sabedoria da vida.

    ResponderEliminar
  9. Tens mesmo razão! concordo completamente!

    ResponderEliminar
  10. Uma coisa não tem a ver com a outra.
    A rapariga pode de facto ser interessante porque viveu no estrangeiro, como a pastora pode ser interessante porque tem visões acertadas sobre a vida. A pessoa x pode ser interessante porque exerce uma profissão que me agrada. A pessoa y poder ser interessante porque tem um hobby giro.

    As pessoas são interessantes consoante os nossos interesses.

    ResponderEliminar
  11. tenho de concordar ctg, uma pessoa interessante e uma pessoa q tem algo para nos ensinar, que nos cativa e isso nao tem nada a ver com viajar. pode ajudar, mas nem todas as pessoas sao interessantes por isso
    olha pra mim q todas as semanas ando de aviao, ui porra q interessante q sou por isso hahahahahha

    ResponderEliminar
  12. Acho que toda a gente tem razão. Se é absolutamente verdade que há pessoas interessantíssimas onde menos se espera, para mim também é verdade que uma pessoa que teve contacto com outras culturas (especialmente se bem diferentes da nossa ocidental) é interessante. Não digo que seja interessante no geral, pode não ser. Mas para mim tem interesse, pelo que pode ter para me contar :)

    ResponderEliminar

Opinem!

© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig