14 de maio de 2011

Pessoas sem educação

A crise deixou há muito de ser um problema meramente económico, para passar a interferir com a maneira de ser e de estar das pessoas. O desastre em que se tornou a vida profissional de muitos, afectou também a forma como lidam com quem os rodeia no seu dia-a-dia. Aqui estou a usar a crise como desculpa para possíveis faltas de educação e bons modos. Prefiro acreditar que o povo português é caracteristicamente simpático e afável, tal como descrevem os turistas que por cá passam. E que todo este rancor para com o próximo se deve única e somente à crise instalada na vida de cada um. 

Comportamentos simples, como estar numa fila de supermercado, e de repente ter o senhor atrás de mim aos gritos, sem mais nem porquê, apenas porque segundo ele, lhe roubei a vez na fila para o fiambre, é inaceitável. Proferir um simples "Senhora desculpe, mas estava à sua frente" teria sido mais que suficiente. Chegada a outra fila, desta vez para pagar, observo mais uma guerra de palavras completamente desnecessária. "Olhe desculpe mas isso já não faz parte das minhas compras, menina. Essa água é desta senhora aqui atrás". Ao que a dita senhora responde: "Veja lá, não se preocupe que eu cá sou uma mulher independente e com um bom emprego, não preciso que ninguém me pague as compras! Também sou muito bem casada, já agora!". Não sabia se ria, ou começava a distribuir Xanax a todas aquelas pessoas. A vida está difícil, é verdade. Exactamente por isso é que acho que devemos guardar as nossas "forças" para problemas verdadeiramente importantes. A falta de educação e do "saber estar" é algo que me irrita e que vou continuar a ter dificuldade em perceber. 
SHARE:

7 comentários

  1. Querida Miss Kitty, tens toda a razão, os comportamentos estão muito alterados e as pessoas muito mal dispostas. Todos os dias, dou os bons dias quando chego a algum lado... nem imaginas a cara de espanto(?!) que algumas pessoas fazem, como se não fosse habitual a saudação!!

    ResponderEliminar
  2. Querida Miss Kitty, tens toda a razão, os comportamentos estão muito alterados e as pessoas muito mal dispostas. Todos os dias, dou os bons dias quando chego a algum lado... nem imaginas a cara de espanto(?!) que algumas pessoas fazem, como se não fosse habitual a saudação!!

    ResponderEliminar
  3. que má educação o.O
    também já tenho sentido isso, infelizmente

    ResponderEliminar
  4. Por cá há um ditado que diz o seguinte: "Em casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão"!

    ResponderEliminar
  5. É mesmo ser preciso ser mal educado.. E não, não é da crise. Há gente que é mesmo assim..
    Havia de ser comigo..
    Odeio mal educação -.-

    ResponderEliminar
  6. eh eh.. concordo.. não é da crise é falta de educação mesmo!!!!

    ResponderEliminar
  7. A falta de educação existe com e sem crise. É como estar na fila do multibanco para levantar dinheiro e a pessoa que o está a utilizar fá-lo como se todos tivessemos todo o tempo do mundo. E quando termina ainda fica a olhar para o talão mesmo em frente à dita máquina! grrrrrrr que nervos!

    ResponderEliminar

Opinem!

© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig