28 de junho de 2011

Paz...

Parece-nos sempre mais natural aceitar que alguém com 60, 70 ou 80 anos deixe de viver. Dá-nos um certo alívio pensar que, alguém com essa idade, já aproveitou muito, fez muito e deixou alguém para perpetuar a sua existência... Não é o caso. Com 28 anos ainda tanto fica por viver. Se acreditarmos que nada acontece por acaso, talvez nos sossegue a alma pensar que, muitos jovens se vão espelhar no acontecido para não cometer erros tão simples e fatais como o dele. Descansa em paz.
SHARE:

8 comentários

  1. É tão complicado para nós lidar com a morte mesmo de alguém que não conhecemos... eu não era fã do Angélico, não apreciava o trabalho dele mas fica um sentimento de algo incompleto, foi cedo demais. Mas a vida é mesmo assim, tem de ser vivida em pleno enquanto aqui estamos quer sejam 20 ou 70 anos!

    Mas é como dizes, espero que as pessoas que viajam sem cintos aprendam com este acidente e que se tornem mais conscientes dos perigos nas estradas...

    ResponderEliminar
  2. É triste. Não era fã nem nada que se pareça mas simpatizava com ele. Talvez por passar uma boa energia aos outros. Sempre simpático de sorriso fácil e humilde. Maldita a hora em que aquele gesto automático de colocar o sinto não se deu.
    Saudações alienígenas

    ResponderEliminar
  3. Nunca fui fã dele, mas cheguei a ir ver um concerto com a minha irmã.. Esperemos que sirva de exemplo, visto que um pequeno gesto pode mudar tudo.

    ResponderEliminar

Opinem!

© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig