15 de agosto de 2011

Aqui não há gato

O marido não quer o gato. Não quer, não se adopta. Ainda bem que nem todos pensam como ele. 
SHARE:

6 comentários

  1. está mal!... todos temos de fazer cedências...

    ResponderEliminar
  2. o marido não quer, mas e você? não pode ser só um a ceder.

    ResponderEliminar
  3. Olá!
    Ainda bem, mesmo, porque há tantos a necessitar de humanos responsáveis que cuidem deles...
    Ele já tem experiência com animais?
    Se não, ia render-se...
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Não quer? oh que pena.
    Mas entendo-te perfeitamente. Adoro gatos e quero muito ter um um dia na minha futura casa... No entanto o meu namorado já me disse uma data de vezes que animais lá em casa nem pensar. Estou lixadinha pois estou.

    ResponderEliminar
  5. No meu caso, e porque sou teimosinha, o gato ficou e conquistou o seu território. devias ver o ar de alegria, do meu pai, quando hoje lhe disse que havia um estudo, em que os gatos persas ( o meu caso) tinham uma esperança media de vida de mais de vinte anos =), ele ficou muito contente.
    Nunca pensei ver, o meu pai, alentejano de raça machão, rendido ao pequeno animal.
    Convence o teu homem... faz finca pé... não te vais arrenpender

    ResponderEliminar

Opinem!

© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig