22 de setembro de 2011

Desconfio sempre daquelas pessoas a quem tudo corre bem. Do mesmo modo que não acredito em gente a quem tudo corre mal - mas isso daria outro post. Acho que, na generalidade, quase todos têm medo de mostrar as suas fraquezas. Como se isso os fosse de facto tornar mais fracos ou incapazes. Vejo habitualmente blogues fantásticos, onde os autores têm uma vida cheia de amor, desafios, projectos. Onde, fazem questão de proclamar aos sete ventos que nada temem e que são donos de um optimismo sem precedentes. Não acredito. Não existe gente assim, de vida perfeita. Existe sim, quem se sinta melhor (?) transmitindo que está sempre tudo bem, que não têm problemas, que não discutem com o/a parceiro/a ou têm problemas financeiros. É a velha história do "é melhor parecer do que ser". Pensam que enquanto todos os considerarem perfeitos e lhes invejarem a sorte irão sempre ter sucesso.  
SHARE:

9 comentários

  1. Ora bem isso eu também desconfio mas depende do tipo de "contacto" que temos com as pessoas. Tipo se for um conhecimento pessoal e estiverem sempre com essa lengalenga, desconfio pois claro! Agora se for somente pelo que se escreve num blog é subjectivo ;) pois muitos blogs são isso mesmo meros blogs :)

    ResponderEliminar
  2. Mas sejam ou não felizes e perfeitos, isso pouco contribui para a nossa felicidade.
    Eu também prefiro acompanhar pessoas que admitem falhas e que não parecem olhar-nos com ar superior de quem diz "e tu, porque não és assim perfeita como eu?".
    Eu opto por aproveitar o que têm de bom e real e o resto não me incomoda.
    Eu digo "São assim tão felizes e perfeitos? Ainda bem para eles".
    Eu também sou feliz e longe de perfeita e ainda bem para mim.
    beijocas e continua a ser feliz e perfeita à tua maneira

    ResponderEliminar
  3. É uma necessidade enorme de auto-promoção de vidas perfeitas que não existem. E não digo isto por ressabiamento ou por inveja. Mas simplesmente porque ninguém é perfeito, nem feliz o tempo todo... na vida real. Porque num blogue podes ser aquilo que quiseres.

    ResponderEliminar
  4. E uma coisa estranha não é?
    Ainda bem que não sou a unica a pensar assim!

    ResponderEliminar
  5. Sinceramente este teu post veio mesmo no enquadramento de vida da maior parte das pessoas que conheço... um caso particular é viverem na fachada de serem o casal perfeito, pais perfeitos e mulher e homem perfeito.... depois na verdade aquilo é uma podridão mas preferem viver infelizes do que encararem os outros com um divórcio... depois há outros que vivem desafogadamente mas cheios de dividas, só para poderem viajar para o estrangeiro e tentar superar as viagens dos amigos...e so on, so on... olha eu como todas as pessoas tenho momentos felizes e outros menos felizes... mas VIVO... com todas as emoções... não vivo numa redoma de cristal nem com telhados de vidro, porque sou a 1ª a assumir as minhas falhas!!! bjs

    ResponderEliminar
  6. Eu diria que a felicidade não é um facto, é uma maneira de estar. Que há pessoas que são extremamente felizes nas suas vidas imperfeitas.

    Mas sim também exitem pessoas que só vivem de aparências...

    ResponderEliminar
  7. Sou da mesma opinião que tu e passei por uma situação à relativamente pouco tempo... Uma amiga minha tinha a melhor relação do mundo.... tudo corria às mil maravilhas, não discutiam, eram muito felizes... epa casal perfeito.. Eu achava estranho pois toda a gente discute...

    Até ao dia em que ela me disse que acabaram....

    Enfim... É como dizes parece que ao sentirem que os outros sentem inveja (coisa que nunca senti) que as coisas lhes correm sempre bem....

    ResponderEliminar
  8. Quase que adivinho a quem este post foi direccionado lol

    ResponderEliminar
  9. Reparaste que escrevi algo muito parecido? :) É mesmo o que a Ritititz diz.

    ResponderEliminar

Opinem!

© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig