10 de setembro de 2011

Ser, em vez de parecer

Muitas vezes a sociedade - blogosfera incluída - passa a mensagem errada com as coisas que publica e fotografa. São muitas as adolescentes que por aqui andam, cuja personalidade ainda se encontra em formação e que, por comportamentos e mensagens erradas que possamos transmitir, acabam por se tornar num poço de futilidade e insatisfação. Acreditam que as coisas mais importantes da vida são ter uma 2.55 da Chanel ou aparecer em capas de revistas. Que é medíocre ser-se empregada doméstica ou qualquer outra coisa que não lhes confira algum tipo de status social. 

Os blogues de moda, looks, roupas e beleza proliferam à velocidade da luz. E se, alguns são dignos de admiração pela originalidade e espontaneidade com que se apresentam, outros nem tanto. Lembro-me que no tempo da minha adolescência - há uns 15 anos atrás - todas as garotas queriam ser modelos ou Miss. Claro que muito poucas lá chegavam. Há regras instituídas, uma das quais a altura, que não são facilmente ultrapassáveis. Ou se é muito alta, ou não se é. Não há volta a dar. Depois veio a moda dos reality shows. Forma rápida, quase instantânea de se virar celebridade, sem que para isso seja preciso ser-se bom nalguma coisa. 

Pois que hoje em dia o que está a dar é ser Fashion Blogger! Vamos lá misturar uns trapinhos, tirar umas fotografias e ser estrela na Internet. Gabam-se porque vão a Nova Iorque, passeiam uma Louis Vuitton e, de repente, isso vira profissão. Não estudaram moda, e muitas vezes os criadores que tanto publicitam nem sabem quem são. Acham que as pessoas verdadeiramente interessantes são aquelas com mais carimbos no passaporte e as que mais eventos frequentam. Ainda que só lá tenham ido para "parecer".  

Eu adoro moda, farto-me de publicar produtos e dicas de beleza mas espero nunca perder a noção de realidade. Por muito que goste de compras, de editoriais e revistas, gosto muito mais das pessoas de carne e osso. Consigo perceber que tanto posso aprender com alguém com a quarta classe como com um Manuel Forjaz da vida. O que nos faz crescer, ser melhores pessoas e seres mais inteligentes é a humildade de perceber que só aprendemos se estivermos abertos para isso. E tanto podemos aprender com o padeiro como com o gestor do banco. São estas características que tornam a pessoa X mais interessante que a pessoa Y. Não a quantidade de viagens que já fez, os zeros da conta bancária ou as Prada que tem no armário.  
SHARE:

15 comentários

  1. Concordo plenamente e assino por baixo!
    Gaja Maria

    ResponderEliminar
  2. "Não estudaram moda (...)"

    Que eu saiba também não estudaste moda e ainda aqui há dias querias ser consultora de imagem, se bem me lembro.

    ResponderEliminar
  3. a do lado!,

    Nem todas as Fashion Blogger precisam de estudar moda para serem excelentes no que fazem. Há sempre excepções.

    Quanto a eu querer ser consultora de imagem, se o fizesse profissionalmente, primeiro iria estudar para isso, sem dúvida.

    **

    ResponderEliminar
  4. Muito verdade. Concordo. Onde anda a reflexão, os sentimentos, a responsabilidade? Vivemos num mundo tão materialista que até assusta.

    ResponderEliminar
  5. Tens mesmo toda a razão!! A roupa não é tudo!Kiss

    ResponderEliminar
  6. confesso que vinha espreitar o seu blog muito raramente, mas hoje o titulo chamou-me a atenção. Comecei a ler o post e prendeu-me até ao fim. Gostei muito do que li e concordo. Fico com a certeza que virei cá mais vezes.

    ResponderEliminar
  7. Apoiado! Tens o meu voto!
    Quando são as eleições?

    Um beijinho

    www.omeueularanja.blogspot.com

    ResponderEliminar
  8. Adorei este post, espero que chegue a quem de preciso.

    Nem sempre se consegue expressar as verdadeiras importâncias da vida, mas acho que o que aqui está expressa bem a noção de prioriddades na vida. Muitos parabéns.



    http://purapurpurapura.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  9. claro que nem todos os fashion bloggers podem ser bons ou excelentes. isso é como em tudo. acho que não se devem julgar assim os outros, tão facilmente.

    ResponderEliminar
  10. Muito bom post, faz bem trazer as pessoas (sobretudo as adolescentes em formação de personalidade, como disseste) à realidade.
    A moda, a parte estética é importante, mas não é tudo na vida.
    Invistam nos estudos, em experiências profissionais, pois é isso que conta em entrevistas de emprego, não a malinha da Vuitton (a não ser que apenas queiram trabalhar em lojas, o que não deixa de ser uma profissão como outra qualquer, claro).

    Parabéns.

    ResponderEliminar
  11. Maravilhoso este post. Podia subscrever qualquer uma da tuas palavras e a comparação com o querer ser "miss" ou manequim da nossa adolescência está brilahnte.

    ResponderEliminar
  12. Adorei o post! A maneira como escreveste e foste directa com as ideias!
    não podia estar mais de acordo com tudo*

    http://girls-stuff-11.blogspot.com/

    ResponderEliminar

Opinem!

© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig