18 de outubro de 2011

Cortar, apertar, cortar...

Faz-me um bocadinho de confusão quando oiço políticos ou economistas dizerem que agora é que é, vamos ter que "apertar do cinto"! Agora?? Ou é de mim, ou as pessoas já andam a cortar nas despesas há muito tempo. Eu pergunto: é suposto cortar mais o quê? Fazer só uma refeição por dia? Acho que não é preciso consultar a Maya para saber que vamos ter muito mais gente a passar fome, mais prostituição, mais fugas ao fisco e desemprego. Não vejo nenhum país a crescer assim. 
SHARE:

6 comentários

  1. Compreendo o que dizes..mas a avaliar pela quantidade de blogueir@s que anunciam quase todos os dias que compraram isto e aquilo...secalhar é nessas coisas que as pessoas têm que cortar...Quero dizer, têm se precisarem claro, quem não é afectado pela crise faz o que bem entender da sua vida!

    Pela parte que me toca já cortei no que não necessitava messsssssmo há muito tempo, ainda antes de se falar em crise, levo almoço de casa para o trabalho desde sempre, por exemplo; só assim consegui amealhar para esta época menos boa ;)

    ResponderEliminar
  2. Eu sugiro, na senda do que foi referido, aumento da prostituição que os politicos que gastaram, vendam o corpo para pagar a dívida...é uma ideia!

    ResponderEliminar
  3. hierra,

    é uma óptima ideia! Tem é pra mim que ninguém lhes pegava... lol

    **

    ResponderEliminar
  4. Querida Kitty, e mais assaltos e insegurança!

    ResponderEliminar
  5. há muito que ando farta deste governo -.-

    ResponderEliminar
  6. Kitty,
    Infelizmente, o pior ainda está por vir.. Obviamente que a crise não toca a todos mas, em termos gerais, Portugal ainda está longe do "buraco".. Ainda vai bater bem lá no fundo e aí sim.. é que a "malta" vai perceber efectivamente o estado da nação..
    Já há uns anos que a coisa está má... e não é deste governo ou do outro, ou do que há de vir..
    Não vai ser em 2 ou 3 anos que se vai recuperar tudo o que está para trás...
    Portugal só vai começar a levantar-se daqui a 5 anos, no mínimo, e ninguém me convence do contrário.
    Claro que muita coisa está por vir.. Mas, há sempre alguém que ganha com a desgraça dos outros. SEMPRE..
    E para melhores ou piores dias.. cá teremos que nos ir aguentando (e falo de longe... apesar das saudades do país... não tenciono voltar tão breve).. são os sacrifícios que temos que nos sujeitar...
    Bjs**

    ResponderEliminar

Opinem!

© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig