19 de janeiro de 2012

Conversa de gatos

Ora cá estou eu de novo para pedir a vossa opinião. O meu gato desde pequeno que tem o vício de morder tudo e mais um pouco. Então se se tratar das minhas mãos ou pés, melhor ainda. Eu tento repreendê-lo e não lhe bater porque já ouvi dizer que é pior mas ele continua alegremente na sua "brincadeira" e não me leva a sério. Há bocado abocanhou de tal forma a minha mão com aqueles dentes afiadinhos que eu pura e simplesmente fiquei sem a conseguir mexer, coisa pouca portanto. Mais duas nódoas negras já cá cantam! Alguém por aqui já teve um gato assim? Como o "educavam"?
SHARE:

5 comentários

  1. Eu digo um forte e firme 'NÃO'!
    Se não surtir efeito, usar borrifador de água... da próxima vez, depois do 'NÃO', borrifá-lo e dizer novo 'NÃO'! Ele passará a ver o borrifador e deduzir o castigo ao objecto e à palavra a qualquer a acção errada!
    Lá em casa, foram educados assim!
    Boa sorte

    ResponderEliminar
  2. voz firme e expressões curtas ("não" costuma ser suficiente), sem gritar, os gatas não respondem ao volume mas ao tom. E, sobretudo, nunca sucumbir aos encantos e começar a dizer "bichaninho tão docinho issso não se fal e lálái". Os gatos conseguem perceber quando estás ou não a falar a sério.
    Quando houver essa oportunidade, borrifar-lhe água para o focinho sempre que ele estiver a fazeer algo que não deve.

    ResponderEliminar
  3. tive um assim sim, dizia não com firmeza, mas nunca surtiu muito efeito :) ele morreu com 4 meses e confesso que se fosse hoje nem queria saber se ele me mordia toda ou não :) até porque era isso que fazia dele tão diferente das outras bolas de pêlo cá de casa. aliás, provavelmente um pouco mais adulto ele ia deixar de fazê-lo e até iamos ter saudades ...

    ResponderEliminar
  4. A minha mãe tem um gato que era assim terrível. Quando era mesmo pequenino "trepava-me" pelas calças de ganga quando me apanhava distraída, e com as unhas acabava por deixar marcas na roupa. A técnica do borrifador com tempo fez efeito.
    Acho que esses comportamentos melhoram quando eles crescem, mas pelo sim pelo não começa já a educá-lo enquanto é novo.

    ResponderEliminar

Opinem!

© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig