2 de outubro de 2012

Calçada para casar

1, 2 e 4 da marca Menbur; 3. Marian; 5. Fericelli
No próximo mês, mais ou menos por esta altura, celebro dois anos de casada (e mais uns quantos de vida em comum). Minha nossa, como o tempo passa depressa... Parece que foi ontem que escrevi aqui inúmeros posts sobre a saga da organização do mesmo. Festa, vestido, sapatos... Mesmo tendo sido uma cerimónia simples, há sempre muito a tratar. E quando se tem um orçamento mesmo muito reduzido, mais difícil se torna a tarefa de arranjar algo bonito e barato. 

Para mim o mais complicado foi mesmo a escolha do vestido e dos sapatos. Como não casei pela igreja, não queria o típico vestido de noiva com dois mil folhos e três metros de cauda. O problema (e quem já casou ou já ajudou alguém a preparar um sabe bem do que falo) é que o "negócio dos casamentos" em Portugal ainda está muito voltado para as cerimónias tradicionais. Se quisermos comprar algo que fuja deste padrão, não é muito fácil. Resolvi o problema do vestido comprando um típico vestido de noiva e fazendo algumas alterações para que ficasse mais simples. Já os sapatos... Bem... Nas sapatarias comuns (principalmente fora do Verão) foi impossível conseguir algo que se adequasse à ocasião, e nas lojas de noivas aquilo que cobram por um par de sapatos chegava a ser muito mais do que o que paguei pelo próprio vestido. Infelizmente, na altura ainda não conhecia o site da Spartoo. Sinceramente, tinha-me poupado algumas dores de cabeça. Deixo-vos alguns exemplos de sapatos com os quais poderia perfeitamente casar. ;-)
Publipost
SHARE:

2 comentários

  1. ainda não tive que me preocupar com questões dessas. mas penso que ia adorar escolher vestidos e sapatos

    ResponderEliminar

Opinem!

© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig