22 de maio de 2013

O Leo, o antibiótico e o Roomba

Como já tinha contado aqui, nos próximos 14 dias (o primeiro foi ontem) todos os serões serão marcados, literalmente falado, por uma guerra acesa entre nós e o Leo. Dar-lhe o antibiótico para os dentes não é tarefa fácil e nem para gente medrosa. A primeira tentativa, foi a de esmagar um quarto do comprimido, e misturar na comida húmida que ele tanto gosta. Pois sim. Cheirou, cheirou e nem lhe tocou. Nada. Nem uma provinha só assim para tirar as dúvidas. 

Round two, enrolá-lo na manta, deixar só a cabeça de fora, abrir-lhe a boca com uma mão e atirar o comprimido directamente para a goela com a outra. Resultado, dedos trincados e comprimido cuspido umas trezentas vezes. A dada altura, o Eduardo tem uma das suas ideias iluminadas. Liga o aspirador, (o Roomba) porque como ele tem medo, vai ficar mais sossegado. Não queria fazer isso. O bicho vai associar o barulho do aspirador à tortura do comprimido para todo o sempre. Não queria, dizia eu, mas cansada que estava, lá cedi. O aspirador começou a funcionar, ele encolheu-se dentro do cobertor, atirámos o comprimido lá para dentro, e o gajo volta a cuspir. ?&%$ do gato! Derradeira tentativa. O Eduardo embrulha o comprimido num pano e enfia pano mais o comprimido pela boca dentro do Leo. Prova concluída com sucesso. Já só faltam mais 14 dias. 
SHARE:

14 comentários

  1. Helena,

    Se com o paté não funciona, com atum também não deve resultar...

    **

    ResponderEliminar
  2. ahahahhaah a Nini também é assim!!
    mas quando nao vai a bem vai msm pela goela abaixo!!
    Ja o Quim com comidinha humida vai tudo!!

    ehehe

    ResponderEliminar
  3. À minha cadela consigo dar comprimidos se enrolar dentro duma fatia de fiambre. O fiambre deve ter um cheiro muito forte, porque consigo enganá-la. Será que com os gatos também dará?

    pippacoco.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Amanhã a ver se tento com fiambre ou com atum que já estou por tudo... :)

    **

    ResponderEliminar
  5. Lol...pensa assim, ao menos já dominam a técnica. Bjs

    ResponderEliminar
  6. Que filme! Mas não percebi. O Leo comeu um bocado de tecido com o comprimido?

    ResponderEliminar
  7. Ai Lúcia,

    O que eu me ri com o teu comentário... ahahaha!Não, o pano é só para ele não nos morder as mãos, porque ele morde mesmo! :) Depois tiramos a mão e o pano e só lá deixamos o comprimido. :)

    Cris,

    Isto é uma técnica que requer mais de meia hora ali a insistir e nem sempre funciona. ;)

    Quero agradecer a todas pelas dicas! Há bocado dei-lhe um bocado de comprimido que faltava misturado em atum e o gajo comeu à 1ª e não deu por ele. ;) Obrigada!

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  8. Que tal esmagar o comprimido e misturar com mel (ou outra coisa pastosa) e besuntar o pelo do Leo (zona das patas) com a mistura? Por muito que deteste o sabor,de certeza que prefere comer aquilo tudo do que sentir-se sujo.
    Fica a dica!

    ResponderEliminar
  9. Pois é. Pois é.
    Depois do comprimido garganta abaixo é preciso fechar-lhes a boca para não cuspirem LLLLLLLLLLOOOOOOOOOOLLLLLLLLLLLLLL

    ResponderEliminar
  10. Existe um utensilio que eu chamo lança comprimidos, que na ponta segura o comprimido e como aquilo é fino e comprido entra dentro da boca do gato e é so lançar o comprimido, é raro falhar.
    Tenta procurar em lojas que vendam coisas para animais ou farmácias, eu n sei se aquilo é de pessoas ou só para animais.
    Sou voluntária numa associação que protege animais abandonados e os gatos mais dificeis só tomam medicação assim.
    Aquilo protege também os nossos dedos pois n precisamos de os meter na boca do gato. :)
    espero ter ajudado e boa sorte.

    ResponderEliminar
  11. Olá,
    Eu também tenho um lança comprimidos, que aliás, foi recomendado pelo meu veterinário assistente quando o informei da dificuldade que tinha em fazer o meu gato tomar o desparasitante interno (era o gato a babar-se todo, a cuspir o comprimido, eu toda arranhada, um filme) Comprei na clínica veterinária, custou em torno de 4 euros e acho que vale a pena para estes casos mais complicados!
    http://www.youtube.com/watch?v=j-Zs6c3lsb0

    Isabel

    ResponderEliminar
  12. Utilizo a técnica da manta, embrulho a minha Olívia de modo a não conseguir utilizar as patinhas para me magoar, depois "atiro" o comprimido para a boca, fecho a mandíbula com a mão, levanto-lhe o focinho para evitar que cuspa o medicamento e massajo-lhe suavemente a zona abaixo do focinho (da boca para o pescoço), resulta 80% das vezes. Esta é técnica que me foi recomendada pela minha vet.

    ResponderEliminar

Opinem!

© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig