13 de dezembro de 2013

Resignei-me, e lá fui

Ontem, depois de muitos e longos telefonemas (ler post 1, 2 e 3) de maneira a tentar chamar à razão as pessoas que trabalham na dita empresa, lá fui eu levantar a encomenda. Assim que cheguei às instalações da dita empresa e depois do tradicional "Boa tarde", tratei logo de pedir o livro de reclamações. E assim foi, fiz a minha reclamaçãozinha a contar o sucedido e as funcionárias que lá estavam pareceram-me não estar minimamente incomodadas com aquilo. Tenho para mim que as reclamações por ali são prática comum e acabam por não dar em nada. Mas pronto, cumpri o meu dever e sinto-me melhor por isso. 
SHARE:

4 comentários

  1. De certeza que já estão habituados a reclamações. Enfim!
    Beijnho

    ResponderEliminar
  2. Raquel, comigo já aconteceu algo parecido mas com a SEUR. Odeio-os a sério! E como compro muito de Espanha, recebo sempre a visita dos gajos das transportadoras (SEUR, MRW e afins) e são uns estúpidos do pior. Já me aconteceu também ter que ir aos armazéns da SEUR buscar uma encomenda porque já não voltavam a fazer a entrega. Que raiva!

    ResponderEliminar
  3. O problema é que isso segue para a ASAE e eles não têm ninguém que trate desses problemas (nem competência para tal) e acabam por ficar numa pilha de folhas esquecidas. Esperemos que uma alminha responsável da empresa deite os olhinhos àquilo.

    ResponderEliminar

Opinem!

© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig