17 de fevereiro de 2014

A Primavera e os sapatos

As pessoas vão mudando com a idade. Bem, claro que não só com a idade mas também com as experiências de vida. Por exemplo, hoje em dia prefiro ter um par de botas que custem mais uns euros mas que valham a pena, a ter dois ou três mais baratos e que me magoam os pés. Ah, por falar em magoar em pés, também já não sou uma pessoa dada ao desconforto. Aquela velha máxima de que "mulher sofre", no meu caso só se aplica se não tiver mesmo alternativa. Então, mas tudo isto para dizer que Primavera para mim ainda são botas. Umas botas mais leves, mais fresquinhas, mas ainda assim, botas. Posso ir alternando com ténis ou sabrinas, mas no dia a dia reinam as botas beges, toupeira, camel, que adoro ver com saias ou com calças coloridas. E foi nesse embalo, o de procurar umas botas boas para a Primavera que dei de caras com estas e me apaixonei. O problema? O do costume. O preço. E agora vai ser muito difícil tirá-las do pensamento e já sei que não vou gostar de mais nenhumas. Oh vida...
SHARE:

1 comentário

Opinem!

© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig