11 de fevereiro de 2014

O amor constrói-se

Aquilo que se tem passado na minha vida ao longo do último ano (prometo que conto tudo detalhadamente mais tarde, já estou a escrever os posts) tem-me levado inevitavelmente a muitas reflexões. E em tempo de romance e amor, não podia deixar de partilhar esta convosco. Cheguei a uma pequena grande conclusão acerca das relações amorosas. O porquê de umas durarem e outras não. A princípio tudo não passa de uma paixão. O enamoramento é tal que achamos que vai durar a vida toda. Mas será que essa paixão permanece? Será essa paixão que faz uma relação viver? Não me parece. Aos poucos, a paixão desenfreada vai dando lugar a algo maior. Começa por ocupar um espacinho muito pequeno no nosso coração. Um dia, apodera-se, ou não, dele. Falo do amor. Sem dúvida que o amor é algo muito maior e também muito difícil de descrever. Já tantos poetas o tentaram que vou abster-me de tão árdua tarefa. A minha questão aqui é tentar explicar como se faz o amor crescer. Ele nasce nas pequenas coisas e não aceita erros. São os acontecimentos diários, desde os mais simples aos mais complexos, que vão fazer com que o casal se una cada vez mais. As boas vivências fazem-nos querer partilhar um pouco de tudo com aquela pessoa. As más mostram-nos se aquela é a pessoa que vai estar ali para nós, no matter what. Às vezes o sofrimento é tanto que achamos que todo o nosso amor vai morrer com ele. Posso dizer que não só não morre como torna os casais mais fortes e o amor mais resistente. E é nessas horas que temos a certeza absoluta se aquela é a pessoa com quem queremos partilhar o resto da vida. 
SHARE:

4 comentários

  1. São essas horas que nos mostram se é ou não é o 'testo' para a nossa 'panela'!
    Perfeito!
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  2. (In)felizmente a nossa relação também foi posta á prova com muito (muito) sofrimento.E tem superado d euma maneira que não pensei ser possivel. Chama-se Amor :) Tudo a correr bem para ti <3

    ResponderEliminar
  3. Tudo verdade :) Com dizes, é uma construção, e raramente uma construção é fácil/simples. ;)

    The gLiTtEr Side

    ResponderEliminar

Opinem!

© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig