25 de fevereiro de 2014

Tenho o corpo feito num 8 (II)

Em primeiro lugar queria agradecer todos os comentários, mensagens, etc acerca do post abaixo. Foi um processo muito longo e doloroso como devem imaginar. Hoje fui a mais uma consulta e finalmente, posso dizer que parece estar tudo bem. Lá para Abril, se tudo correr como previsto devo ter "alta" de vez. Sou a prova viva que não há mal que sempre dure. :-) Em relação ao exercício físico também estou liberada para fazer dentro das minhas capacidades. Ou seja, quando me sentir muito fraca, devo parar. Apesar de tudo, estou muito feliz. Porque nunca a normalidade me soube tão bem. 
SHARE:

8 comentários

  1. Olá Raquel! Sigo o teu blog há muito...raramente comento, muito menos desde que te aconteceu essa situação. Tenho uma certa dificuldade em lidar com problemas de saúde, nunca sei o que dizer, e acho sempre que toda e qualquer palavra que eu possa dizer não vai servir de nada!
    Mas neste post apeteceu-me dizer-te que estive sempre a torcer por ti, mesmo quando não fazia a menor ideia do que se tratava!
    Beijinhos e continuação de muita força! Tudo se vai resolver e a tua felicidade vai chegar em doses astronómicas!!!

    ResponderEliminar
  2. Para já vou dizer que gosto muito do teu blog e que venho aqui assiduamente, q senti a falta dele no tempo em que estiveste ausente. Apesar de as marcas no corpo por vezes nos fazerem lembrar maus momentos, nunca nos devemos fazer sucumbir a essa tristeza...Devemos sim olhar para essas marcas e lembrar-mo-nos do quanto somos fortes e do facto de nos levantarmos sempre apesar das adversidades como se fossemos uma fénix. Sei do que falo, porque também eu tenho o corpo marcado por inúmeras cirurgias, medicações agressivas, etc...Mas com o tempo habituei-me às marcas a encará-las como parte da minha história. Já tive vergonha, já tentei escondê-las...No entanto tudo isso acabou por passar e hoje em dia espero ter a coragem de conseguir tatuá-las para as fazer renascer para algo novo, algo verdadeiramente bonito. Depois deste enorme testamento, desejo-te muita força e acredita mais dia menos dia esse "nevoeiro" que cobriu a tua vida vai desaparecer por completo! Beijinhos e enfrenta sempre tudo com um sorriso!

    ResponderEliminar
  3. Apesar de estar mais ou menos a par do blogue e de ir acompanhando quando me é possível, talvez por me identificar tanto com o post decidi deixar aqui também o meu testemunho e "solidariedade" :). A causa do meu problema não é a mesma mas desde mt novinha (agora com 33) que os problemas de saúde são sempre a somar! Apesar de todos eles serem do foro psicológico, a verdade é que as consequências se refletem sobretudo no aspecto físico. Sempre fui muito vaidosa, curiosa com os assuntos da moda e do corpo e até um tanto ou quanto extravagante! Quiçá uma forma de exteriorizar as lutas que o tico e o teco travam na minha cabecinha :))) A verdade é que, depois de um longo internamento e decididamente um mau bocado passado, voltei a nascer mas desta vez convicta de que o que não nos mata torna-nos mais fortes, as quedas convertem-se em momentos de glória quando depois nos levantamos e as cicatrizes de cada um são reflexo da nossa persistência e vontade de não errar novamente! E eu tenho tantas :))) Temos é de viver bem connosco e com aqueles que nos querem bem! O resto vai-se construindo com os trambulhões inerentes e com as alegrias que ganham cada vez mais um sabor diferente e, sem dúvida, melhor :))) Um beijinho e boa recuperação que agora só pode melhorar :)

    ResponderEliminar
  4. Querida muita força <3
    Tu és um exemplo para muitas meninas.
    Beijinhos

    uglyfashionexperience.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  5. Não há nada que o tempo não ajude a cicatrizar e atenuar, não se esquece, mas aprendesse a reviver!! kiss, grande ;)

    ResponderEliminar
  6. Finalmente boas notícias! :))
    Força! Beijinho

    ResponderEliminar

Opinem!

© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig