28 de julho de 2014

Às vezes dá vontade de desistir, dá...

Quando se decide mudar de vida, a nível profissional, parece que a parte mais difícil é a de tomar a decisão. Pois, parece. Não é de todo. O pior são mesmo os primeiros tempos (digo eu). Aguentar a falta de trabalho, a frustração e mantermo-nos firmes e fortes na decisão não é para fracos. Principalmente se já não temos vinte anos e achamos que a nossa margem para cometer erros já está um pouco esgotada. É preciso acreditar, trabalhar, mostrar aos outros que acreditamos em nós. Se o humor nos atraiçoa e nos sentimos inseguros, convém que ninguém perceba e que essa fase não dure muito. Mas há dias complicados. Aqueles em que apetece desistir porque existem demasiadas pedras no caminho. Hoje é um desses dias.
SHARE:

10 comentários

  1. Elimina a palavra desistir do teu vocabulário minha querida. Teremos sempre dias menos bons, mas que sirvam para valorizarmos os bons e para aprendermos a lidar com as contrariedades da vida. Força!

    ResponderEliminar
  2. Neste momento estou a ler um livro que é indicado para ti, "Herói" Rhonda Byrne, e fala mesmo nisso... mas que bom que já tiveste coragem para mudar é este o passo mais difícil e já ultrapassaste.
    Bj,
    Adriana.

    ResponderEliminar
  3. Como eu te compreendo. Também tenho dias assim. No entanto, o pensamento deve ser sempre que amanhã é um novo dia e que o que hoje é menos bom, amanhã é melhor ou mesmo irrelevante. A reter: A vida resolve - se sozinha.
    Cris

    ResponderEliminar
  4. E nem ao receberes fotos de uma noiva que tu transformaste numa verdadeira princesa essa vontade desaparece?
    Acho que tens de dar valor ao trabalho fantástico que fazes! E se estes primeiros tempos são difíceis, claro que sim, mas os clientes vão aumentado com o tempo ;)
    Não desistas! És muito boa no que fazes!

    ResponderEliminar
  5. Não desistas. :)
    Vai correr tudo bem!...

    Lembra-te que, nesta altura, as pessoas direccionam o dinheiro para as férias, ou simplesmente não estão "por casa" e daí ser mais difícil constituir grupos.

    Podes sempre experimentar fazer uns Workshops "Especial Maquilhagem de Férias"... Para a praia, o pós-praia e as nights... ;)

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  6. Como uma pessoa que passou pela mesma experiência de arriscar num novo caminho a nível profissional, percebo perfeitamente o que escreves. Por muito que tenhamos uma ideia de negócio genial ou o talento necessário para vingar na nossa área, o sucesso nunca é imediato. Demora algum tempo e é preciso muito trabalho para que um novo projecto comece a dar lucro.

    Quando me sinto menos motivada, em vez de me focar nos pontos negativos, penso no que posso fazer para melhorar. Como posso divulgar os meus serviços? Onde estão os meus potenciais clientes e como posso captar a sua atenção? Onde quero estar daqui a um ano e o que posso fazer para lá chegar?

    Aconselho-te a fazer o mesmo. Cria uma lista de objectivos concretos e depois define os passos que consideras necessários para os atingir. Assim tens sempre alguma tarefa em que te concentrares, em vez de te deixares ir a baixo por dias menos bons. Boa sorte ;)

    ResponderEliminar
  7. Ao menos tiveste a coragem de mudar.... eu continuo frustrada naquilo que faço :\

    ResponderEliminar
  8. Raquel, trocaste de profissão mas não esqueceste tudo que aprendeste em psicologia, certo? Eu não sou psicóloga mas posso transmitir-te o que penso com base em observações próximas - em particular, do meu marido. Tens que deixar de te focar nos pontos negativos e criar uma lista de objetivos - tal e qual a Cris diz em cima. Vai à luta, sei que custa muito mas a ocupação (corpo e mente) mantém-te no trilho e com vontade de continuar! Não te esqueças que estamos em altura de férias, as pessoas estão mais ausentes da net, é normal. Mas aproveita esta calmaria para traçares um plano de ação, para quando elas voltarem, tu 'atacares'!
    Conheces concerteza a bloguer/maquilhadora Inês Mocho. Já observaste como ela é insistente? Como ela atua? Confesso que há momentos que me deixa irritada, com vídeos de roupa/closets e outras 'macacadas' tipo tags, mas é uma forma de ela responder às várias leitoras que têm. Se para mim chateia, não me interessa porque não me identifico com o seu estilo, haverá concerteza outras que adoram. E assim ela vai mantendo o seu publico, e canalizando para a sua atividade. Isto foi só um exemplo. Não quero dizer que estás a agir mal, quero apenas dizer-te para te focares em coisas boas, delineares um plano e agires. Diz não à inércia! És jovem, tens talento e amas o que fazes, só te falta demonstrares a tua garra!
    Bjo enorme. Fico a aguardar novidades!

    ResponderEliminar
  9. Esta profissão implica muito trabalho que é feito sem que quem está de fora se aperceba. :) São muitos mails para responder, muito "correr atrás de clientes" em grupos e fóruns, divulgar a minha página e o meu trabalho, já sem falar em estar actualizada em termos de material, etc. Não fico parada à espera que venham ter comigo, isso não. :D

    Bjinhos a todas e obrigada pelas dicas!

    ResponderEliminar
  10. Raquel, ainda bem que escreveste este post, pois passo por uma situação muito parecida: tomei uma decisão radical com o objectivo de mudar a minha vida, pois não estou satisfeita a nível profissional e acho que mereço (e consigo melhor). E é de algum conforto saber que há alguém que já passou por algo semelhante, que lutou para ter sucesso e que apesar de todas os obstáculos continua a atingir os seus objectivos e a ser cada vez melhor. Um beijinho e boa sorte para esse caminho que escolheste e no qual te pareces estar a dar bem.

    ResponderEliminar

Opinem!

© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig