4 de março de 2015

Esta coisa da vida saudável (1)

Quem me segue pelo Instagram já percebeu que eu ando a tentar mudar a alimentação. Não sei ao certo o que me fez querer mudar de atitude. Acho mesmo que foi um conjunto de factores. Ter recebido a Bimby deixou-me bastante contente mas também me deixou mais gorda. Nem outra coisa seria de esperar. Ah e tal vamos experimentar a receita da delícia de chocolate, Ah que tá frio e sabia bem umas bolachinhas para acompanhar, Ah e aqueles cereais do Pingo Doce que são uma delícia e sabem bem é mesmo antes de deitar com leite quentinho. Pimba! Mais não sei quantos quilos no bucho. Claro que pensei em fazer dieta, daquelas que todos fazemos de vez em quando ou sempre que a balança apresenta alerta vermelho. A questão é que essas dietas são um enorme sacrifício e depois acabamos por voltar a ganhar os quilos perdidos. Comigo tem sido assim. Foi por tudo isto que decidi adoptar uma nova abordagem. Não andar a contar calorias, não deixar de comer nenhum grupo de alimentos, mas tentar uma alimentação mais "clean". 


O processo é demorado. O corpo tem o seu tempo de adaptação. E se não queremos desistir ou sentir efeitos adversos (tipo ataques de gula) o melhor é fazer tudo com muita calma. Deixei a carne vermelha (porque um dia gostava mesmo de deixar de comer carne) e aumentei a quantidade de peixe, frutas e legumes. Passaram a fazer parte da minha alimentação coisas como, bagas de goji, sementes várias (chia, linhaça, etc) nozes, amêndoas, e outras coisas igualmente boas. Não tenho comido bolos, bolachas, açúcares, nem nada que se pareça. Tento cozinhar os alimentos de forma simples (ao vapor, no forno ou grelhados) e sempre temperados com ervas, azeite, limão o que lhes confere um sabor maravilhoso! O pão é sempre integral, tal como a massa e o arroz. O leite é sem lactose (já era) mas o objectivo também é deixá-lo. 

Confesso que nos primeiros dias o corpo ressentiu-se um bocadinho. Parece uma verdadeira desintoxicação de molhos, adoçantes, corantes e açúcares. Senti falta, mas já passou a parte pior. Agora fico contente quando penso que vou comer brócolos crocantes feitos no forno com muito alho. Hummm! Maravilha! Claro que até que tudo isto se reflicta no peso vai uma pequena grande distância. Mas eu espero. Porque acho que são alterações que vão perdurar e que, acima de tudo, me fazem sentir mais saudável. 
SHARE:

1 comentário

  1. Eu também ando a pensar seriamente em alterar os meus hábitos alimentares. Sei que como demasiadas coisas "más" e sei que poderia muito bem substitui-las por alimentos mais saudáveis. Eu até gosto muito de peixe, legumes e frutas... Podia muito bem fazer desse meu gosto um regime para por os bolos, as carnes e afins de parte, mas acho que a sensação de privação ainda vai cá andar, por isso quero mesmo meter isso na cabeça para que não seja tão difícil assim deixar os que não faz bem. Tenho mesmo que me dedicar a isso, porque cada vez quero mais fazê-lo, mas o mais difícil é fazer com que aqui em casa alinhem nisto, seria tão mais fácil :)

    Beijinhos,
    Saltos Rosa

    ResponderEliminar

Opinem!

© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig