21 de maio de 2015

E que tal respeitar o trabalho alheio?


Há dias em que tenho tantas saudades do tempo em que este blog era anónimo. Queiramos ou não, a partir do momento em que damos a cara, o nome, estamos muito mais restritos naquilo que podemos ou não colocar online. Mas muito resumidamente, chateia-me cada vez mais que não se respeite o trabalho alheio. Seja porque não se quer pagar, porque acham que é demasiado caro (quando nem se dão ao trabalho de perceber os custos que a profissional tem) seja muito simplesmente, porque se combina uma reunião e as pessoas não se dignam a aparecer e/ou dar qualquer justificação para o acontecido. Imprevistos toda a gente tem, também me acontece (infelizmente). Não avisar, não querer saber e deixar a outra pessoa sentada à espera é que me deixa fula da vida! Acho que já passamos para o domínio da falta de respeito, de educação e do mínimo de civismo. A sério que depois se admiram de o país não andar para a frente? Com esse género de atitudes?


Outra coisa que me deixa um bocadinho inquieta são as pessoas que se chateiam por ter que trabalhar a um sábado ou a um domingo. Tentamos marcar alguma coisa e do outro lado ouvimos algo como "ah mas isso é no domingo... ah... domingo não!". Para os outros mortais eu não sei, mas para mim, o domingo é um dia como outro qualquer. Descansar ao domingo ou à quarta é-me igual. Principalmente porque preciso de trabalhar e dou bastante valor ao facto de poder ter trabalho. Não sei... A mim baralha-me que estas sejam as mesmas pessoas que se queixam da falta de oportunidades ou de terem pouco dinheiro. Mas isto sou eu.
SHARE:

3 comentários

  1. Concordo com tudo o que dizes, excepto a parte do Domingo, uma vez que historicamente, legalmente na maioria dos casos e socialmente (e até religiosamente, veja-se por ex.º o caso dos adventistas cujo dia de descanso é ao sábado e podem mesmo recusar-se a trabalhar nesse dia ao abrigo do direito de objeção de consciência) o Domingo é dia de descanso...sei que para ti não é mas afirmar "para os outros mortais não sei" é assim um bocadinho forçado :) Espero que não leves a mal este reparo...de resto palminhas, tens toda a razão e a falta de respeito hoje em dia é mais que muita! (BTW:o meu pai sempre trabalhou aos fds, feriados, natais, pas de ano, anivers de filha e ferias...se tivesse 5 dias livres por ano era uma alegria a aproveitar!)

    ResponderEliminar
  2. As pessoas que se chateiam de trabalhar ao Domingo, costumam ser aquelas que vão às compras ao Domingo, chatear quem tem de trabalhar... :P
    Eu acho que as superfícies comerciais que não estão relacionadas com Artes e Cultura, deviam encerrar ao Domingo (bastava o Domingo, nem era o fim-de-semana todo). Para as pessoas que têm horários semanais "normais" aproveitarem o tempo para outras coisas que não o simples consumismo. Seja para sair, para ficar em família, para ir a workshops de qualquer tema ou eventos de qualquer tipo. Mas isso sou eu quem pensa assim, e eu sou uma pessoa "estranha"... ;) Beijinhos e não te enerves. As acções ficam com quem as praticam, e se as pessoas agem assim sem justificação, nunca serão elegantes, belas e bonitas, por muita maquilhagem que usem... ;)

    ResponderEliminar
  3. Desde que vim morar para Londres que descansar aos fins-de-semana é mentira. Eu sou da mesma opinião que tu, qual é a diferença de descansar à semana? Sabes o que digo? Quem quer arranja maneira, quem não quer arranja uma desculpa. Isto dá para trabalho como para todo o resto.

    Beijinhos
    Ana, A Policromia
    A Policromia no Facebook

    ResponderEliminar

Opinem!

© Perturbações. All rights reserved.
BLOGGER TEMPLATE BY pipdig